Páginas

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Incertezas

Passado algum tempo sem postar, hoje estou aqui de volta com mais um pouco de minhas reflexões, não sou o dono da verdade, tampouco o "senhor moral" sou apenas mais um aprendiz e aluno no fundo da sala deste mundo de Professores e Doutores.

Sempre procurei fazer planos em minha vida, embora nunca fui do tipo Caxias para segui-los a risca, este deve ser meu maior erro, talvez. Ou quem sabe o fato de não ser Caxias me força e impulsiona a ser criativo, e superar as expectativas, ou também deixar a desejar em algumas atividades pode acontecer, por que não?

Uma coisa eu posso garantir, não sou perfeito, por vezes me apoiei neste argumento realista, mas não o suficiente para garantir absolvição, pois quem é perfeito neste mundo? Seres imperfeitos fizeram grandes coisas a contribuir para o crescimento econômico, social, tecnológico, científico etc. de nosso mundo, muitas coisas estão acontecendo ao meu redor, algumas assustadoras, outras emocionantes, algumas me deixa aterrorizado, outras me faz sentir aliviado, não quero ser o salvador deste mundo caótico, ou criar uma forma de garantir a paz mundial (na verdade até queria).

Hoje ouvi no rádio, chuva forte ao cair da noite, o dia até que amanheceu sinistro, porém o sol veio escaldante, e ao cair da noite nada de chuva, também assistindo ao Tele jornal, foi anunciado um homem de bom caráter que ao encontrar uma bolsa com certa quantidade de dinheiro a devolve, porém é alvo de bullying em seu trabalho. Pessoas agredindo outras pelo simples fato de serem diferentes, não desfrutar dos mesmos gostos ou estilos, um sai para passear e logo chega a noticia, "Seu filho esta na UTI".

Nossa vida é incerta, tudo o que temos ou possuímos hoje, não nos é garantido que o teremos amanhã, desastres naturais, violência urbana, conflitos de interesses, jogos de poder, nos assolam e assombram dia e noite. Por vezes pensei e afirmei: A unica coisa certa neste mundo é a morte mesmo!


Esta semana fui presenteado com mais um ano de vida, estou ficando mais velho, mas sabe o ficar mais velho não me preocupa, mas sim o que mais me preocupa é ver o tempo passar, as coisas acontecerem rápidas, e eu incorporar esta cultura de Fast Food  vigente em meu cotidiano, relacionamento superficial, o homem se tornando coisa, e as coisas se tornando homens, não quero passar por este mundo e ter na mente a sensação de assim como diz a palavra de Deus em "Eclesiastes 1:17 Apliquei o coração a conhecer a sabedoria e a saber o que é loucura e o que é estultícia; e vim a saber que também isto é correr atrás do vento" eu inconscientemente estar correndo atrás do vento que meus planos e meus sonhos não possam estar firmado nas coisas efêmeras deste mundo, se assim me permitir e chegar a minha velhice, quero olhar pra trás, ver o que construí e não me preocupar que os desastres naturais, violência, me tire o sossego, e destrua todo meu patrimônio. Afinal em meio a toda estas incertezas que me cerca, não corri atrás do vento.

Um comentário:

  1. Estava com sdds de ler suas posts, elas só me inspiram coisas boas.

    ResponderExcluir

Pensa muito não, fala ai!